Torres solares dividem ambientalistas

terça 24 novembro 22620 ações

Torres solares dividem ambientalistas

As centrais térmicas solares situadas em Sanlúcar lá Maior, Sevilha, Espanha estão a provocar a discórdia entre os ambientalistas espanhóis.
Devido a um recente estudo que prova a alta mortalidade que os espelhos, da estrutura, provoca entre as aves, anualmente morrem cerca de 7543 aves queimadas devido à exposição ao calor emitido pelos mesmos.
Os ambientalistas mais conservadores defendem o fecho e desmantelamento, imediato, de todas as estruturas, já a PAPLFG (plataforma ambientalista para la fauna gay) vem dizer que segundo o mesmo estudo 90 das mortes são aves fêmeas que não saem da frente dos espelhos nem nas horas de maior calor, o que acaba por ser bom pois a falta de aves do sexo feminino estimula a atividade homosexual entre espécies normalmente heterossexuais.


recomendado