Chamadas sem identificação constituem método de fraude MB WAY, entre outras aplicações monetárias

domingo 26 setembro 2059 91174 ações

Chamadas sem identificação constituem método de fraude MB WAY, entre outras aplicações monetárias

Um dos cibercrimes que mais denúncias motivaram para o Ministério Público (MP) de Lisboa no ano passado foram as fraudes na utilização da aplicação de pagamentos por MBWAY, que atingiu milhares de vítimas com prejuízos incalculáveis. Segundo as últimas denúncias realizadas no último trimestre, 90 das vítimas de fraude registaram chamadas recorrentes sem identificação após as 20h.

Segundo o relatório da comarca de Lisboa sobre inquéritos de crimes informáticos em 2019 e 2020, a fraude nos pagamentos por MBWAY “atingiu milhares de vítimas, causando um prejuízo dificilmente quantificado”. O ano passado no MP de Lisboa deram entrada 307 inquéritos referentes a alegados ilícitos relacionados com esta aplicação de pagamentos, e foram concluídos 176. A nova metodologia usada está a ser investigada pelas autoridades.

loading Biewty
loading Biewty 3