As pontes salinas entre um jovem e a Quimica

segunda 27 setembro 2059 15988 ações

As pontes salinas entre um jovem e a Quimica

Quimica é a ciência que estuda a composição, estrutura, propriedades da matéria, as mudanças sofridas por ela durante as reações químicas e a sua relação com a energia, no curso de Biologia em Coimbra a cadeira de Quimica quer dizer chumbo (Pb). Vou agora descrever o procedimento do inicio ao fim de um exame que sabemos que vai ser 20 de probabilidade de passar. Chegamos ao auditório com a nossa canetinha e a nossa calculadora cientifica que para os professores deve ser na mesma uma calculadora cheia de cábulas e programas maléficos que nos vai fazer a cadeira mesmo eles sabendo que nem com as soluções do teste tirávamos 20. Chamam um a um por ordem alfabética e verificam todas as calculadoras uma a uma, assinamos a folha de presença só para dizermos que fomos e também para ser mais fácil ver quem desistiu. De seguida vamos sentar-nos numa cadeira com um género de mesa deveras pequeno que nem o braço lá cabe quanto mais o teste o braço e a calculadora. Entregam-nos a prova já a rirem se e a dizerem para eles «já foram, não vai ser desta que passam» e nós olhamos de frente para o exame e metemos as mãos na cabeça «o que é isto jovem? nunca demos isto na vida» mas com muito esforço começamos a escrever o que quer que seja só para ter pontos vai massas molares, número de moles, concentração, volumes tudo e mais alguma coisa para escapar à «bola» como tanto diz o JJ. Passado um bocado levantamos-nos do lugar e vamos entregar aos professores que tiveram todo o tempo do exame a rirem-se de nós e a perguntarem a rirem-se se «é para desistir?» e depois abrem o teste a frente de toda a gente e começam a ler e a rir-se ou a fazer caras do género «foda-se esta até a minha avó analfabeta sabia». Depois de entregar mos saimos sempre com a sensação «será que era aquilo que eu fiz ou não?» porque nunca temos certezas visto que não percebemos nada daquilo. Dias depois vem a nota e acordamos sobressaltados com uma mensagem de uma colega a dizer «Parabéns pela nota de Quimica» e nós a pensar «será que tive 14?» mas depois lembramos-nos «ah é quimica passei com 10». É o dia mais feliz de muitos estudantes e o dia mais triste para alguns dos históricos como Flávio Barreira que está licenciado.

Uma boa tarde e um grande agradecimento a todos os que acreditaram nesta remota possibilidade ;)

loading Biewty
loading Biewty 3