Dj Cleiton Rasta é morto em tiroteio com 69 balas

Este é um site satírico. Não o tome seriamente. É uma piada.

quarta 25 maio 2059 41977 ações

Dj Cleiton Rasta é morto em  tiroteio com 69 balas

Peri Cleiton também conhecido como Cleiton RASTA o cara do Deboche, foi morto por 69 MIL balas de bombom, o suficiente para faze-lo sufocar até a morte.
Testemunhas dizem que Cleiton havia pedido troco em bala após comprar um carro de ricos.

Ps.: Líder da fase de grupos da sétima edição da Liga Brasileira de Free Fire (LBFF), a B4 não conseguiu repetir o mesmo desempenho nas finais da competição e protagonizou a pior performance de um líder da fase regular na grande final. Na decisão, o time conseguiu acumular apenas 51 pontos e terminou como o time que menos abateu adversários.

B4 não conseguiu repetir boa performance na grande final — Foto: César Galeão e Felipe Guerra/Garena
B4 não conseguiu repetir boa performance na grande final — Foto: César Galeão e Felipe Guerra/Garena

+ Free Fire: após saída da Faz o P, CPN é adiada para maio
+ Free Fire: NFA diz que cumpriu decisão judicial no caso Rekkon

Apesar de conseguir somar 51 pontos na decisão da LBFF, a B4 chegou até a grande final com 12 pontos somados por ter terminado a fase de grupos em primeiro lugar. Isso quer dizer que o time conseguiu acumular apenas 39 pontos no decorrer das nove quedas.


Desse total, 17 pontos vieram das eliminações conquistadas no decorrer das nove quedas. Ou seja, a B4 conseguiu acumular somente 22 pontos oriundos da posição que conquistou nas quedas. O resultado disso foi uma performance abaixo daquilo que era esperado fazendo o time terminar na penúltima posição.

Em alta na fase de grupos
Quem viu a campanha da B4 na fase de grupos esperava um time completamente diferente na decisão da Liga Brasileira. Depois das 108 quedas disputadas na fase regular, a equipe conseguiu somar 1.090 pontos, terminando na liderança isolada depois de alcançar 12 BOOYAHs e 495 abates acumulados na primeira fase.

Na trajetória da fase de grupos, a B4 teve na segunda semana a pior colocação da equipe na fase de grupos, terminando na 8ª posição. A partir daí, o time começou a subir pouco a pouco na tabela, passando parte dela na segunda posição. Na reta final, entretanto, o time contou com uma queda de desempenho da Magic Squad para roubar a primeira posição e chegar como uma das cotadas ao título na decisão.

Campanhas anteriores
Antes da fraca campanha da B4 na grande final da competição, o time que havia entregado menos depois de uma boa apresentação na fase de grupos havia sido o Santos na quarta edição da Liga Brasileira de Free Fire.


Naquela edição, a equipe conseguiu liderar durante grande parte da fase de grupos e chegou como uma das favoritas nas quedas decisivas. Com 12 pontos acumulados para a final, o time conseguiu totalizar apenas 74 nas nove últimas quedas da competição, vendo o título ficar nas mãos do Fluxo enquanto o Peixe terminava em 7º lugar.

O mesmo Santos repetiu um feito semelhante na LBFF 3, quando eles terminaram na primeira posição na fase de grupos, mas não conseguiram entregar o suficiente na decisão. Desta vez a disputa foi em 12 quedas, mas o Santos não conseguiu repetir o que havia apresentado e somou apenas 202 pontos para ficar com a mesma 7ª posição.

A performance leva em consideração a partir da LBFF 3 porque foi quando o torneio passou a ter fase de grupos e grande final.

Performance a partir da LBFF 3

Edição Time líder na fase de grupos Pontos na final BOOYAHs na final Posição final
LBFF 3 Santos 202 1 7º
LBFF 4 Santos 74 0 7º
LBFF 5 Vivo Keyd 124 2 1º
LBFF 6 B4 111 1 1º
LBFF 7 B4 51 0 11º.

Este é um site satírico. Não o tome seriamente. É uma piada.

loading Biewty